quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Itens Raros: Monstros RPG

Monstros é um RPG satírico, bem aos moldes de MMAD, onde você não joga com aqueles heróis babacas, playboyzinhos, almofadinhas, mas sim com os monstros, sujos, brutos, boca-sujas, asquerosos. Como o MMAD, o Monstros também é um RPG machista, onde você joga com monstros (99,9% masculinos) e as fêmeas são as gostosonas, grande recompensas para os monstros mais fodas!! Basta ver a capa e a contracapa. Mas como eu já comentei, é um RPG satírico de época, a parada aqui não é levar a sério, é se divertir.

Monstros é um RPG nacional, lançado em 1995, na época dos grandes lançamentos de RPG no Brasil. Foi lançado pela editora Nova Vecchi (uma nova editora batizada em homenagem a antiga editora Vecchi, que teve entre suas publicações Mad, Tex, Spektro, Chacal e etc.) com o intuito de lançar RPG’s nacionais. Só conheço este lançamento deles e nem consegui achar na net registro de outros lançamentos, a não ser a expansão Rapa Kui para Monstros, uma aventura com um escudo para mestres.Ele é um RPG simples de 56 páginas, com uma regra bem definida e voltada para a pancadaria (são monstros né). As descrições das regras são bem feitas e sempre com exemplos e descrições engraçadas das situações. O livro também vem com várias descrições de ambientes e ganchos para as aventuras com monstros mais diversas, desde o clássico fantasia medieval, passando por cyberpunk, jornada nas estrelas, apocalíptico e até super-heróis. Um jogo muito engraçado e divertido.

Regras

Vamos lá, em Monstros RPG os jogadores criam e personificam monstros! Isso mesmo, os personagens são ogros, gigantes, gárgulas, pé-grande, dinossauro, e etc. É só lembrar de filmes como Shirek, Monstros S.A. e Aonde Vivem os Monstros, esse último é demais pelas “brincadeirinhas” dos monstros!!! Ah, mas mestre, eu quero jogar de ser humano, posso? Resposta do livro: “Pode. Afinal, é sempre bom ter um personagem humano no grupo para poder humilhar, sacanear, menosprezar, ridicularizar e, por fim, matar.”Os personagens são criados pela distribuição de pontos. Um monstro começa com 40 pontos para distribuir entre 8 atributos e 20 pontos para Vantagens, Desvantagens e Habilidades.Os oito atributos são: Força (músculos para porrar), Resistência (separa monstros dos florzinhas), Agilidade (Para não atolar, aliás, fugir sempre é uma estratégia), Grossura (Grosso, burro e mal educado. Assim consigo tudo), Tamanho (Tem que impressionar), Percepção (Imbecil sim, não cego), Mágica (Por incrível que pareça) e Miolos (Muito caro e de pouca utilidade no dia-a-dia). O personagem começa com 40 pontos para distribuir 1:1, tendo os limites de 1 à 9 (média de um humano mané é 2 e de um monstro é 5). A única exceção é o atributo Miolos, que custa 3:1.




Para adquirir Vantagens e Habilidades são gastos 20 pontos, enquanto as Desvantagens concedem mais pontos. As Vantagens e Desvantagens possuem geralmente 3 níveis (com custos diferenciados) e as Habilidades podem ter até 9. Existe uma lista imensa de vantagens, desvantagens e habilidades, para todos os gostos e monstruosidades, como Bafo, Fedor de Gambá, Louco Furioso, Tromba, Lerdeza e etc.Os seres humanos são criados com 18 para atributos e 42 para vantagens, desvantagens e habilidades. O limite dos atributos é 3 (4 se ele for “o cara”), com exceção dos Miolos, que vai a 9, e não tem o custo triplicado. As vantagens e desvantagens devem ser permitidas pelo mestre.O sistema é baseado em testes contra dificuldades, assim a base dos testes são: 1d10 + Atributo + Habilidade + Bônus/Penalidade. Se o valor do teste exceder a Dificuldade, sucesso. O combate funciona do mesmo modo, sendo a dificuldade a defesa do alvo. A diferença está na forma de defesa usada pelo oponente, que pode ser Desvio (Defesa sem perder ação), Escapulir (uma esquiva, perde ação) e Defesa com Arma/Escudo (perde ação).Cada vez que um golpe acerta o alvo, este perde pontos de vida. Clássico. O dano porem é determinado pelo nível de ferimento do monstro, que é baseado no Tamanho (1-3=0, 4-6=1 e 7-9=3) e na Força (1:1) do personagem. Assim, um monstro com TAM 4 e Força 3 terá nível de Ferimento 4. Este nível de ferimento determinará que dado será usado no dano (baseado em uma tabela), que no exemplo seria 1d10 de dano. Luta com armas, o dano também segue esta tabela, porém, com o bônus da arma. As armaduras e vantagens pode ter Resistência, que reduz o dado de dano. Este foi a forma que o sistema criou para representar o dano de criaturas diferentes. Não é tão difícil quando se tem tudo anotado na ficha. Os pontos de Vida do personagens são divididos em 5 níveis: Arranhado, Ferido, Bastante Ferido, Espancado e Detonado; cada um com uma penalidade.A regra de magia segue o funcionamento dos testes. As magias são livres, o mestre determinando a dificuldade. A maioria das vezes são magias de alteração de corpo, mas também tem poções, rituais, raios e ilusões.Depois das regras vem um capítulo de evolução de personagens, de criação de ambientações diversas (que já comentei), as descrições das Vantagens, Desvantagens e Habilidades e descrição de inimigos.





Nenhum comentário: